FAMÍLIA ESTELAR/SOMOS UM

domingo, 26 de março de 2017

DISTINGUINDO O PROPÓSITO DE ALMA Ashtar Sheran Através de Thiago Strapasson 23/03/2017

Saudações nobres almas,

Sou seu irmão, Asthar, e venho hoje a lhes dizer uma simples palavra de amor, para que continuem a jornada de luz a que se propuseram a trilhar.

São vocês, meus irmãos, que passam seus dias a se enfrentar, a trazer ao seu mundo tudo aquilo que lhes foi pedido e que aceitaram que o fariam. Eu sei que nesse trajeto enfrentam as dores humanas, a confusão que a mente os causa quando entram em conflito com o coração.

Sei sim meus irmãos, pois já estive onde estão, já me utilizei de uma veste física em tempos longínquos. Foi necessário que assim o fizesse, pois como poderia lhes confiar uma missão se eu mesmo não tivesse passado pelas provas que a matéria nos impõe.

Assim como vocês suportei duros desafios da alma, a ponto de muitas vezes negar a existência de um Deus, ou até mesmo da unidade e da irmandade. Sei do que é feita a vida, de dúvidas que nos levam e arrastam o coração, que nos colocam diante de nós mesmos a duvidar do caminho a prosseguir.

Na vida física confundimos o amor, que muitas vezes se torna apego por aqueles que necessitamos ao nosso lado, deixamos a coragem de lado para dar vazão a medos inimagináveis em ambientes mais sutis.

Mas tudo isso é aquilo que nos enobrece a alma, pois se somos capazes de nos encontrar nesse ambiente onde permeiam as mais variadas energias, esquecidos de nosso propósito de alma, longe de nossos dons sagrados, diante da ilusão da separação e da luta para sobrevivência diária, o que se dirá da força de nossa luz, do resplandecer de nossa essência em ambientes onde a regra é o amor incondicional.

Passar pelas trilhas da alma pela vida física é a consolidação de tudo aquilo que somos, livres de todas as restrições e cristalinos no propósito. Pois, meus irmãos, viver em um ambiente tridimensional, em tempos de grandes mudanças de paradigmas é para os fortes e valentes, aqueles que sabem da paz de seus corações e confiaram que a encontrariam onde quer que fosse.

Por esse motivo é que não devem adentrar ao jogo ilusório da separação, onde focam naquilo que advém do ego, da mente, que os coloca como seres separados que brigam entre si para se manterem em um planeta.

Não é isso meus irmãos, pois esse é o jogo ilusório da separação que vieram justamente a transcender em seus dias. Ao assim fazerem, adentrando aos medos coletivos, afastam-se da maior armadura de luz que possuem, a paz de seus corações, a maior proteção dada pelo Pai/Mãe a todos os seus filhos.

Devem separar tudo aquilo que sentem que são daquilo que disseram que são. Precisam ancorar o real propósito de elevação, da busca de si mesmos, do autoconhecimento, do abandonar os apegos materiais. Somente assim encontram a paz e o amor que são, independentemente de onde estiverem.

Porque o propósito maior não é egóico, de se elevar para se livrar de todas as restrições e então seguir de maneira solitária. Não, meus irmãos, vocês vieram para algo mais, para deixar um legado por onde passarem, para deixarem um recado de amor.

Esse é o propósito de cada um de vocês. E fazem assim ao encontrar essa paz do coração, pois dela é que parte tudo que são. Ao saírem da crítica, do julgamento, da imposição, do querer, sendo capazes de apenas se manterem em sua verdade sem discussões inúteis.

É por isso que não devem deixar se adentrar na ilusão, no revanchismo, em colocar sua consciência no julgamento, seja ele de que forma for: político, religioso, ideológico, pois vieram a aprender, mas como já trazem um conhecimento, vieram a mostrar que cada ser humano nesse planeta é livre para tomar suas decisões, sejam elas de que espécie forem, não importa.

Cada ser possui o livre arbítrio de ancorar suas próprias lições. A vocês cabe seguir a vida, ancorando um propósito maior de elevação, mostrando o que é amar as diferenças, não aceitando as desigualdades impostas pelo mundo, porém mostrando a forma como deve ser feito através de atitudes e não de palavras lançadas que podem ferir outros corações os quais desconhecem a dor.

A cada palavra dita há um coração a escutar e não cabe a vocês distinguir de qualquer maneira esse irmão, julgando como sendo da luz ou não, da verdade ou não, cabe apenas buscarem a si próprios, sempre reconhecendo o conceito maior de irmandade e bem-aventurança que lhe entregamos nesses recados. Cada qual que lança uma palavra de crítica, de julgamento, de menosprezo está em verdade negando a si próprio por deixar ir mais uma oportunidade de buscar por sua verdade.

Quando se lançam no mundo a dizer a quem quer seja uma intenção de julgamento estão novamente a se espelharem, a se compararem, a se mostrarem mais sábios no caminho e no trajeto e isso quem faz é o ego, jamais o coração. Qualquer que seja a escolha deve ser honrada e permitida, ancorada num propósito maior de nós mesmos e jamais como imposição daquilo que pensamos ser o correto.

Então, talvez se perguntem se devem aceitar tudo passivamente.

E eu lhes digo que um coração puro e verdadeiro não aceita muito daquilo que abrigam em seus dias, pois ele sabe da sua verdade e ela é inabalável. Ele confia e a partir dessa certeza ancora o propósito maior de si mesmo e toma as providências para que a verdade de seu coração se manifeste no mundo, ele conduz com equilíbrio, com confiança, passando sobre o jogo da ilusão com a paz interior que os grandes de coração trazem dentro de si.

Sei bem que nem sempre é fácil tomarmos as decisões que necessitam ser tomadas estando em um ambiente de restrições, mas se ouvirem sua quietude interior, sua paz, ela sempre prevalecerá.

Quando deixam de ouvir o medo e passam a pensar no planeta, em tudo que está a nossa volta, encontram essa paz que os digo agora e então podem ser verdadeiros com vocês mesmos.

O caminho do coração sempre será o da unidade plena e jamais da divisão, da disputa, seja ela qual for.

Aqueles que adentram na disputa de palavras, do ego, por necessitarem se mostrar certos estão no fundo em grande conflito interior. Pois aquele que conhece sua verdade sabe, confia, não necessita de nada mais senão daquilo que traz dentro de si.

E foi para isso que vieram, para encontrarem esse sentimento da certeza do que são, daquilo que vieram a fazer. Não há outro motivo de estarem nesse ambiente, senão de mostrarem a si mesmos do que são feitos. Tudo o mais, meus irmãos, é a ilusão da vida, da falta de propósito e de confiança em si mesmo.

Estejam certos dessa verdade,

Sou seu irmão Ashtar Sheran

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar

http://nososarcturianos.blogspot.com.br

sandramluz2011@gmail.com

Fonte - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br

www.pazetransformacao.com.br

http://nososarcturianos.blogspot.com.br/2017/03/ashtar-sheran-distinguindo-o-proposito.html#more