FAMÍLIA ESTELAR/SOMOS UM

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Mestre Djwhal Khul - O Tibetano/A Grande Fraternidade Branca

Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com vocês!" Djwhal Khul O Mestre Djwhal Khul, trabalha sob a orientação do Mestre Kuthumi, ajudando-o intensamente no treinamento de discípulos avançados. Auxilia também ao Mestre El Morya por estar ligado a ele e ao seu trabalho. Ele tem sido chamado “O Mensageiro dos Mestres”. É profundamente erudito e sabe mais sobre os raios e as Hierarquias planetárias do sistema solar, do que qualquer outro Mestre. Alcançou seu mestrado na presente encarnação. Ele vem nos lembrar a todos, que somos discípulos, desde o aspirante mais humilde até o mais adiantado do Cristo. Atua como um transmissor de Luz. Seu trabalho consiste em ensinar e a difundir o conhecimento da Sabedoria Eterna a todos os que se disponham de coração a encontrar essas respostas. Seu raio de ação é a chama trina. Ele trabalha com aqueles que curam e coopera desconhecido e invisível, com os pesquisadores da verdade nos grandes laboratórios do mundo, com todos que definidamente almejam a cura e o alívio do mundo e com os grandes movimentos filantrópicos da humanidade, tais como a Cruz Vermelha. Ele se ocupa com vários discípulos de diversos Mestres que podem tirar proveito de sua instrução e nos últimos dez anos, tem aliviado tanto o Mestre Kuthumi como o Mestre El Morya, de uma boa parcela de suas obras de ensinamentos, substituindo-os, em determinados períodos, junto a alguns de seus alunos e discípulos. Trabalha, também, amplamente, com certo grupo de devas dos éteres, que são os devas curadores, que assim o ajudam no trabalho de sanar alguns dos males físicos da humanidade. Foi Quem ditou uma grande parte daquele livro momentoso, “A Doutrina Secreta”, e mostrou a H. P. Blavatsky, muitos dos quadros representativos e lhe deu muitos dos dados que são encontrados naquele livro.
Para expor melhor a intenção deste amado Mestre, faço aqui, uso de uma de suas expressões consagradas, (“urge que possais libertar, filhos queridos, toda a sabedoria em vós e todo amor contido em vosso peito e em vossa alma”). Está sempre à nossa disposição para nos encaminhar, enquanto ainda nos portamos como aspirantes emocionais, o que dificulta nosso contato com nossos Mestres e nossas realidades que vibram em sintonias mais sutis, porque ainda não transmutamos a nossa devoção emocional, em desinteressado serviço a humanidade e não aos Mestres. Ele nos ensina, iluminando nossos mentais, como trabalhadores universalistas, a aspiração e a vontade de servir desde o plano das emoções ao plano mental, que é o plano onde podemos manter contato com os nossos irmãos maiores. Viveu no Tibet, sendo conhecido em sua mocidade pelo nome de Gai Ben-Jamin. Presidiu um grupo numeroso de lamas tibetanos tendo sido um abade desse monastério lamásico. Muitos de nós envolvidos nesse processo da higienização planetária, estamos ligados a esse irmão maior. Mora hoje no Tibete Central, em Shingatse, próximo a seu Mestre, Kuthumi e a El Morya.
Diz-se que ele foi Kleinias, o aluno favorito de Pitágoras e ainda o primeiro chela de Senhor Gautama Buda. Trabalhou com El Morya e Kuthumi na criação da Sociedade Teosófica, da qual foi adepto. Djwhal Khul é a Inteligência responsável, pela revelação dos segredos das antigas escolas iniciáticas, preparando as consciências humanas para a criação da nova raça raiz. Esse Mestre querido, sempre preferiu ficar em segundo plano, evitando um reconhecimento exterior. Djwhal Khul, como El Morya e Kuthumi, poderia ter atingido a Ascensão muito antes; mas não o fez, para poder ter uma conexão física mais íntima, com o serviço que se apresentaria no futuro. Ele tinha a capacidade de se materializar num quarto sem abrir a porta.
Nos últimos 55 anos ele vem sendo o propagador da Grande Invocação, que tem ressoado pelo mundo inteiro, traduzida em cerca de 70 línguas e dialetos. Como resultado de seu uso pelo mundo inteiro através dos anos, pode-se dizer que as energias invocadas pela Grande Invocação, podem agora estar ancoradas na consciência humana. Cuida enfim, de todos os discípulos e professores, que se dispõem a aproveitar sua instrução em benefício da humanidade. A música chave desse Mestre é Air on a G String, de Bach.
A Grande Invocação Do ponto de Luz da Mente de Deus, Flua luz às mentes dos homens; Que a Luz desça à Terra. Do ponto de Amor no Coração de Deus, Flua amor aos corações dos homens; Que Cristo volte à Terra. Do Centro onde a Vontade de Deus é conhecida, Guie o propósito as pequenas vontades dos homens; O propósito que os Mestres conhecem e a que servem. Do centro a que chamamos raça dos homens, Cumpra-se o Plano de Amor e de Luz; E feche a porta onde se encontra o mal! Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra. Fonte:http://www.magodaluz.com.br/ http://agrandefraternidadebrancauniversal.blogspot.com.br/2009/03/mestre-djwhal-khul-o-tibetano.html