FAMÍLIA ESTELAR/SOMOS UM

quinta-feira, 26 de março de 2015

AS FRATERNIDADES DO UNIVERSO Por Ergom Abraham

Na grande Hierarquia Universal existe uma infinidade de Ordens, Fraternidades, Irmandades e organizações maiores e menores. Muitas delas possuem representações na Terra. Como é o caso da IRMANDADE DA LUZ SOLAR, à qual, eu e minha esposa pertencemos. Entre elas, existem algumas Irmandades e Ordens que são de enorme importância, principalmente para o caso do nosso planeta. Como a “Irmandade de Melchizedek” e a “Ordem de Enoch” que também não deixa de ser uma “Irmandade”. Segundo sabemos, existem setenta Irmandades de Luz trabalhando dentro do Universo. Entre essas Irmandades, a de Melchizedek trabalha para o DESPERTAR CONSCIENCIAL e com a REPROGRAMAÇÃO DE LUZ no ciclo de vida dos planetas habitados, já a Ordem de Enoch trabalha com os ensinamentos científicos e as chaves necessárias para desenvolver a evolução da “Semente Estelar” e também para construir as Pirâmides e malhas Piramidais de Luz nos planetas. Existe também a “Ordem de Michael”. Essa Ordem trabalha como uma espécie de “Milícia Celeste” dentro dos inúmeros céus ou dimensões e agem através dos “Ofanim Intermediários”. A Ordem de Michael comanda e mantém a ORDEM NO UNIVERSO LOCAL. Assim existem os Rikbidim, que são aqueles que governam as carruagens de Luz celestial (super naves-mães), os Qaddinim, que julgam as dimensões da inteligência da inteligência superior. Fazem isso dentro da Ordem de Michael. Não fosse essa constante vigilância, haveria imensas invasões de anjos caídos (anjos decaídos habitando corpos físicos, portanto, extraterrestres involutivos) que transformariam muitas civilizações planetárias em reinos de escravos. Estes seriam transformados em subespécies mutantes com mentes controladas por eles. Na verdade, essa é a meta principal das forças escuras que agem em nosso planeta, conforme já dissemos, pois elas não são terrestres. E é, dentro dos propósitos da perfeita Ordem Hierárquica divina, que, quando um planeta atinge certa maturidade, a Ordem de Michael permite que esses chamados ‘anjos negros’, ou ‘inteligências caídas’ possam se manifestar nas circunscrições desse planeta para tentar os seres, assim como ‘Satã’ tentou Jesus no deserto. No caso do nosso mundo, cabe ao homem escolher a que Deus quer servir, pois as tentações estão por todos os lados, um cigarrinho aqui, um churrasquinho ali, uma droguinha acolá, uma corrupçãozinha aqui e outra lá, um assalto, etc. e etc. Repetimos, é o homem que traça o seu próprio destino. Ou seguem os deuses menores ou escolhem com Amor as Hierarquias Angélicas para a Glória do Pai. O próprio Arcanjo Michael se manifesta, como comandante supremo dentro dos níveis planetários físicos que compõem a quinta, quarta, terceira e primeira dimensão, apresentando-se através de um corpo bioplasmático ultraterrestre pelo nome de Ashtar Sheram, comandante em Chefe das Tropas dos Homens do Espaço (Espacitômeles). Esse nome é uma adaptação linguística da linguagem Angélica para a limitada linguagem humana. Assim Ele, o Grande Comandante e altíssima inteligência Sideral, utilizou-se de uma das mais antigas formas de comunicação verbal da Terra, o Sânscrito. Por isso, seu nome em Sânscrito significa: “O SOL QUE MAIS BRILHA”. Essas três Ordens formam o comando central das setenta Irmandades celestes e todas elas trabalham para preparar as civilizações (terrestres ou não) para o Alto Comando formado pelos sete arcanjos que são: MICHAEL, GABRIEL, REMIEL, RAFAEL, URIEL, YOPHIEL e FANUEL. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=896479817042149&set=a.189024554454349.41999.100000404165981&type=1&theater